sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Top Leitores + de dezembro

Parabéns aos leitores + do mês de dezembro, que receberão um certificado e uma prendinha! Continuação de boas leituras.

Top livros + requisitados de dezembro

Wolf, Virgínia (2014). A Viúva e o Papagaio. Porto: Porto Editora.


Imprevisível, divertido e inteligente, este conto acompanha a aventura da Sra. Gage, uma velha viúva que descobre uma herança inesperada com a ajuda de um papagaio invulgar. "Não está ninguém em casa!", "Não está ninguém em casa!" é só o que o papagaio James sabe dizer, mas ele esconde um segredo, assim como esta história esconde uma lição… 
Este livro é também recomendado pelo Plano Nacional de Leitura para o 5.º ano de escolaridade.

A coleção Educação Literária reúne obras de leitura obrigatória e recomendada no Ensino Básico e Ensino Secundário e referenciadas no Plano Nacional de Leitura

Pesquisado em: https://www.portoeditora.pt/produtos/ficha/a-viuva-e-o-papagaio/15653171

Adaptação de Lefort, Luc. Ali Babá e os Quarenta Ladrões. Porto: Porto Editora.

6º Ano de Escolaridade
Leitura autónoma

Naquela manhã, como em todas as manhãs que lhe foram dadas por Alá, Ali Babá andava a cortar lenha na montanha. De súbito, aparece no horizonte uma nuvem de poeira, aproxima-se uma caravana de quarenta ladrões e o pobre lenhador esconde-se numa árvore. Como podia ele ter imaginado que esse gesto simples de prudência iria mudar a sua vida, fazer com que o sangue e a violência entrassem na sua casa? É que do seu esconderijo, Ali Babá descobre um segredo fabuloso: as palavras mágicas que dão acesso ao tesouro dos bandidos...

A Coleção Educação Literária reúne obras de referência da literatura portuguesa e universal indicadas pelas Metas Curriculares de Português do Ensino Básico e Secundário.



Vieira, Alice (1998). Rosa, Minha Irmã Rosa. Alfragide: Editorial Caminho.



Obra recomendada pelas Metas Curriculares de Português para o 6º ano de escolaridade.
Mariana, filha única, tem dez anos quando Rosa nasce. Agora vai partilhar tudo com a irmã: o quarto, o tempo dos pais, o afeto da família - incluindo a Avó Elisa que desconfia do progresso, e a Tia Magda, que tem um dente de ouro, uma fala que mete medo e só gosta de estrelícias e antúrios. Mas pelo menos a recordação da Avó Lídia e a amizade de Rita ela não quer dividir com mais ninguém. Será que Rosa vai continuar a ser "uma intrusa"?

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

INSPIRA O TEU PROFESSOR!

Neste final do 1º período, os alunos do 8ºC estão a lançar-se no novo projeto  de empreendedorismo - "Inspira o teu professor". Tiveram um workshop, onde aprenderam a fazer flores de papel.  O que será que irão preparar, com as flores que vão fazer durante as férias do Natal? 
Em 2018 o blog da biblioteca não vai querer perder nada do que estes alunos vão fazer inspirar os seus professores!





AS SESSÕES DA RÁDIO NÃO PARAM!

Continuam as sessões de Biblioteca da Rádio, com leitura de textos, pelos alunos e os Dias de Escola, que contou com a participação de alunos locutores do agrupamento e teve uma convidada especial, a professora Alda Fidalgo, que nos veio falar dos projetos do agrupamento.







terça-feira, 19 de dezembro de 2017

FELIZ NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO

As bibliotecas do Agrupamento de Escolas do Fundão desejam um Natal muito feliz e um ano de 2018 próspero de leituras!

No próximo período teremos novos livros nas bibliotecas. Estejam atentos e aproveitem a interrupção para pôr a leitura em dia!



LEITORES DO MÊS DE NOVEMBRO

Eis os leitores top + do mês de novembro, receberam um certificado e prendinhas! Parabéns e continuação de boas leituras!




quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Top leitor + do mês de novembro

E foram apurados já os alunos que integram o Top Leitor + do mês de novembro, da Escola Básica de 2.º e 3.º Ciclos João Franco. 


Parabéns e continuação de boas leituras!

Top livros + requisitados em novembro

E os livros mais lidos no mês de novembro, na Escola João Franco, foram:

1. 


Landy, Derek (2015). O Detetive Esqueleto. Porto: Porto Editora.
Gordon, o tio de Stephanie escrevia contos de terror. Pelo menos era isso que ela pensava...até ele morrer e lhe deixar toda a sua fortuna.

É então que ela descobre que os livros dele são de terror, sim, mas as histórias não são propriamente inventadas!

Vendo-se mergulhada num assustado mundo de vampiros, vilãos demoníacos e Homens-Ocos, Stephanie consegue a mais improvável das ajudas: Skulduggery Pleasant, o sarcástico esqueleto de um defunto mágico.

Quando a coisa dá realmente para o torto, ainda bem que Stephanie não é a típica e habitual miúda de doze anos - e ainda bem que Skulduggery já morreu!

Será que o Mal vai vencer? Conseguirão Stephanie e Skulduggery deixar de implicar um com o outro o tempo suficiente para salvar o mundo? Uma coisa é certa: os maus nem sabem o que os espera!

Pesquisado em: https://www.portoeditora.pt/produtos/ficha/o-detetive-esqueleto/199055

2. 

Sousa, Rui (2009). O Peixe Contador de Histórias. Minutos de Leitura.

Esta é a história de um pescador que se alimentava de sonhos, de um menino que vivia na praia e de peixes com muitas histórias para contar...
O Pedrito é um menino que passa todo o seu tempo livre na praia, junto com o seu amigo, o Mestre Hildo, um experiente pescador que era conhecido por contar muitas histórias, as quais lhe tinham sido transmitidas por peixes que habitualmente encontrava quando ia pescar.

Um dia, Mestre Hildo convida o Pedrito para uma pescaria e este, mesmo não acreditando em peixes contadores de histórias, aceita sem hesitar... Será que iriam mesmo encontrar peixes daqueles que têm histórias para contar?

Pesquisa efectuada em:

3. 

Soares, Luísa Ducla e Bacelar, Manuela (2002). O Rapaz que vivia na televisão e outras histórias. Edições Afrontamento.

      Plano Nacional de Leitura Livro recomendado para o 2º ano de escolaridade, destinado a leitura orientada. Da dupla do livro "Os Ovos Misteriosos", nasce agora mais uma história para encantar miúdos e graúdos. O Rapaz que Vivia na Televisão de Manuela Bacelar, Luísa Ducla Soares.


4. 

Soares, Luísa Ducla (2015). Três Histórias do Futuro. Porto: Porto Editora
Plano Nacional de Leitura.

Livro recomendado para o 6º ano de escolaridade, destinado a leitura orientada.
São três histórias do futuro. Não de um futuro longínquo, mirabolante, difícil de imaginar, mas daquele que nós próprios temos vindo a preparar. Como? Com a poluição, o consumo desenfreado, a substituição dos homens por máquinas.

Três histórias divertidas, mas que nos levam a pensar nos grandes problemas do indivíduo, da sociedade e do planeta.


terça-feira, 5 de dezembro de 2017

sábado, 2 de dezembro de 2017

Desafio de Matemática - O Relógio do Pai Natal


O novo desafio de Matemática

O Relógio do Pai Natal

   O Relógio do Pai Natal parou por falta de corda.
Apressouse a pô-lo a funcionar; o problema é que não tinha forma de o acertar. Foi então que se lembrou que entre os seus milhões de amigos havia uns que viviam perto e que tinham um relógio de cuco que estava sempre certo. Decidiu ir visita-los: pôs-se ao caminho com a sua forma de andar e tinha sempre a mesma cadência.



  Quando chegou a casa dos amigos reparou de imediato nas horas.



 Esteve tempos esquecidos em alegre convívio…



… até que resolveu regressar a casa, andando sempre com a mesma habitual cadência.



  Quando chegou, acertou de imediato o seu relógio.



   És capaz de descobrir como conseguiu?

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Resposta ao desafio de Matemática

Lembram-se do desafio de Matemática “O Gato Esperto”, publicado no dia 17 de Novembro?

Pois, agora, apresentamos a resolução do problema. Verifica se o tinhas resolvido correta.



     Uma linha de pensamento para resolver o problema pode ser a de imaginarmos o tempo a correr das 0h até às 24h e ver quando o cartaz mente e quando fala verdade.
     Para facilitar o raciocínio vamos representar o tempo sobre uma recta:




     Repara que na linha amarela o gato está a contar histórias e na azul a dormir.
Agora vê como é fácil obter o tempo durante o qual o cartaz mente ou não mente.
Das 0h às 2h mente pois 2 horas antes ainda não era meia-noite e estava a dormir e uma hora depois ainda não é meio-dia logo está a contar histórias.

    Das 2h até às 11h não mente pois 2 horas antes passa da meia-noite e uma hora depois ainda não é meio-dia logo está a contar histórias em ambas as alturas.
Das 11h até às 14h mente pois duas horas antes ainda não é meio-dia logo está a contar histórias e uma hora depois passa do meio-dia e está a dormir.

     Das 14h até às 23h não mente pois 2 horas antes passa do meio-dia e uma hora depois ainda não é meia-noite logo está dormir em ambas as alturas.

     Das 23h às 24h mente pois duas horas antes ainda não é meia-noite e está a dormir e uma hora depois passa da meia-noite logo está a contar histórias.
0 h 12 h 24 h 3 h

     Se quiseres uma abordagem mais geométrica podes imaginar o extremo inferior do segmento de 3 h (duas horas antes do instante actual, assinalado pela seta, mais uma hora depois ) a vermelho, a deslocar-se das 0h até às 24h e contar durante quanto tempo os seus extremos caem em linhas de cor diferente: amarelo a contar histórias azul a dormir. Esse é o tempo durante o qual mente.

     Logo vês que isso começa a acontecer quando o extremo superior chega às 12h e deixa de acontecer quando o extremo inferior ultrapassa as 12h; volta a acontecer quando o extremo superior chega às 24h e até que o extremo inferior lá chegue.


     Ao todo temos 2 vezes o comprimento do segmento vermelho, ou seja, 6 horas.




quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Início do Projeto SOBE

O projeto SOBE – Saúde Oral Biblioteca Escolar – teve início em novembro, com a colaboração do aluno Eduardo Tomás, do TAS15, no âmbito da sua PAP. As sessões decorreram na turma do 1º ano de Sta Teresinha, ST1 e na EB1 e JI de Capinha.




Feira do Livro

Estão a decorrer, nas bibliotecas do agrupamento, duas feiras do livro. Contámos com a colaboração de alunos das escolas João Franco e Secundária, a quem agradecemos!









quarta-feira, 29 de novembro de 2017

MIBE em Valverde

As sessões do MIBE – Mês Internacional das Bibliotecas Escolares – em Valverde- não foram menos animadas do que as anteriores! As fotos demonstram-no!





Biblioteca da Rádio de novembro

A Biblioteca da Rádio na RCB é uma constante. Desta vez, os alunos gravaram, além de textos variados, textos de Natal. E, para surpresa de todos, o Nuno Fians gravou um poema a cantar!