quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Sessão envelhecimento ativo - Valverde

Ontem, pelas 10h05, a turma TAS 18 (Técnico Auxiliar de Saúde), com as suas professoras de Saúde (prof. Alda Fidalgo) e de Educação Física (prof. Cristina Cruz), no âmbito do projeto “EnvelhoSer LivroMente”, empreenderam a atividade de envelhecimento ativo no Centro Paroquial Bem-estar Social de Valverde, com um momento muito divertido de exercício físico e dança, onde as duas gerações puderam conviver. Um projeto que também promove a formação de cidadãos capazes de ler o mundo.

Não Sabemos Ler o Mundo
(…) a ideia de leitura aplica-se a um vasto universo. Nós lemos emoções nos rostos, lemos os sinais climáticos nas nuvens, lemos o chão, lemos o Mundo, lemos a Vida. Tudo pode ser página. Depende apenas da intenção de descoberta do nosso olhar. Queixamo-nos de que as pessoas não leem livros. Mas o deficit de leitura é muito mais geral. Não sabemos ler o mundo, não lemos os outros.

Vale a pena ler livros ou ler a Vida quando o ato de ler nos converte num sujeito de uma narrativa, isto é, quando nos tornamos personagens. Mais do que saber ler, será que sabemos, ainda hoje, contar histórias? Ou sabemos simplesmente escutar histórias onde nos parece reinar apenas silêncio?

Mia Couto, in E Se Obama Fosse Africano? 

























segunda-feira, 12 de novembro de 2018

A Bicicleta que tinha Bigodes - 5º ano


A Bicicleta que tinha Bigodes

SINOPSE
Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o 5º ano de escolaridade, destinado a leitura autónoma.

Sonhei com a bicicleta bem colorida, os da minha rua brincavam com ela, o CamaradaMudo ria muito, a AvóDezanove dizia para termos cuidado para não sermos atropelados por nenhum carro e para não atropelarmos mais nenhum bicho, a bicicleta do meu sonho era bem grande e zunia muito, amarela nas rodas, o quadro e o volante eram vermelhos e os para-lamas assim pretos, só que à frente, um pouco abaixo da zona do volante, ninguém ainda tinha visto: a bicicleta tinha uns bigodes iguais aos do tio Rui...
Da mestria incomparável do jovem autor Ondjaki, uma história sem luz elétrica.

                           In https://www.wook.pt/livro/a-bicicleta-que-tinha-bigodes-ondjaki/11688095

O Senhor Péssimo é o máximo - 6º ano


O Senhor Péssimo é o Máximo

SINOPSE
Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o 6º ano de escolaridade, destinado a leitura autónoma.

O que devia ser apenas uma semana de férias numa das praias da Galiza acabou por se tornar a aventura de uma família, «caçada» por uma maré negra e, pouco a pouco, transformada por um pai, de nome Péssimo, que compreendeu e ajudou a descobrir a importância das opções e atitudes de cada um para a sustentabilidade do planeta e para uma vida mais saudável. Pela mão do Senhor Péssimo e da sua família travessa, somos levados ao coração de uma das grandes questões do nosso tempo: a ecologia e os seus variados aspetos. Com eles, aprenderemos, por certo, a pensar e a mudar alguns dos nossos comportamentos. Com ele(s), também nós seremos o «máximo». Como eles, tornar-nos-emos Eco Guerreiros.


Divulgação de leituras - 3º ciclo

O Voo da Cotovia

SINOPSE
Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o 3º ciclo, destinado a leitura autónoma.


Caitlin é uma menina de dez anos muito especial. Por sofrer da síndrome de Asperger, tudo o que não seja a preto e branco é-lhe confuso. Dantes, quando as coisas se tornavam confusas, Caitlin podia contar com a ajuda do irmão mais velho, Devon. Mas Devon morreu e o pai está tão perturbado que não lhe consegue estender a mão. É então que um dia Caitlin ouve a expressão «fazer o luto» e percebe que é exatamente aquilo de que precisa. Mas, para consegui-lo, terá de descobrir que o mundo está na realidade cheio de cores - estranhas e belas. Prémios:

National Book Award Winner, 2010
Golden Kite Honor Book, 2011
International Reading Association Award, 2011
Crystal Kite Award, 2011
Southern Independent Booksellers Award, 2011
American Library Association’s Children’s Notable Book, 2011
American Library Association’s Best Fiction for Young Adults, 2011
Bank Street Best Children’s Books (Outstanding Merit), 2011
Dolly Gray Children’s Literature Award, 2012 

                                 In https://www.wook.pt/livro/o-voo-da-cotovia-kathryn-erskine/13638082

Divulgação de leitura - ensino secundário e profissional


O Museu da Inocência

SINOPSE
Museu da Inocência é uma história de amor, passada em Istambul, entre a Primavera de 1975 e os últimos anos do século XX, e conta a história da paixão obsessiva do herdeiro de uma família rica, Kemal, por uma prima afastada, Füsun, de um meio social menos favorecido. Mas Kemal está noivo da filha de uma das famílias da elite istambulense. Entretanto, Kemal começa a coleccionar objectos pessoais e outros que lhe fazem lembrar a sua amada. Esses objectos são simultaneamente um fetiche e uma crónica da sua felicidade e das mágoas, um mapa de sinais de todos os sítios onde estiveram juntos. Com o tempo, a compulsão do coleccionador acabará por dar origem a verdadeiro museu, que também permite explorar uma Istambul meio ocidental e meio tradicional, a sua emergente modernidade e a sua vastíssima história e cultura.

CRÍTICAS DA IMPRENSA
«Pamuk é um verdadeiro achado, o criador de ficções literárias sofisticadas e intensas (...) Trabalho de mestre em curso neste livro.»
The Los Angeles Times

«O que está exposto neste museu é a responsabilidade de escrever livremente e de forma actual.»
New York Times Book Review

«Pamuk é um verdadeiro achado, o criador de ficções literárias sofisticadas e intensas (...) Trabalho de mestre em curso neste livro.»
The Los Angeles Times
                         In https://www.wook.pt/livro/o-museu-da-inocencia-orhan-pamuk/6674101

Istambul

SINOPSE
Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o Ensino Secundário como sugestão de leitura.

O Prémio Nobel da Literatura 2006 traça um retrato magistral da cidade onde habita. De uma forma intimista e ao mesmo tempo muito visual, o autor recria um engenhoso modo de evocar a sua cidade de eleição. Neste livro, Orhan Pamuk fala sobre as primeiras impressões de melancolia que invadem os habitantes de Istambul e os unem nas memórias colectivas de um povo: o de viverem sobre as ruínas das glórias imperiais num país a tentar modernizar-se e permanentemente a receber influências do cruzamento entre este e oeste. Esta elegia a Istambul é-nos revelada pelas personagens criadas por Pamuk, escritores e pintores, artistas na generalidade que através dos olhos do criador vêem e descrevem a cidade. E é também a partir da sua própria história de vida, desde menino até à fase adulta que o nobelizado nos transmite os seus pensamentos, crenças e ideologias sempre com Istambul como pano de fundo. Ao combinar memórias e fotografias com reflexões sobre arte, história e a civilização em geral deixa ao leitor um legado único sobre aquela que é a sua cidade.
CRÍTICAS DA IMPRENSA

«Uma leitura fascinante mesmo para aqueles que fazem uma pequena ideia de Istambul como uma ponte entre ocidente e oriente. Leiam o livro pelas simetrias internas e não pelas suas verosimilhanças.»
                                                                                       The Economist


«Trata-se, simultaneamente, de uma autobiografia, de um retrato da sua cidade natal e a história do declínio de uma família. Com a sua visão da cidade e fotografias da própria família, este livro é também a tentativa de descrever o sentimento inerente à vida da cidade banhada pelo Bósforo.»
                                                                       Frankfurter Allgemeine Zeitung

«Acima de tudo, Pamuk vê o desejo de melancholia como a chave oculta para conhecer Istambul. Para uma definição completa desta nostalgia nebulosa, terão de ler o seu testemunho encantador.» 
                                                                                         The Independent

«O livro está construído de forma brilhante e leva-nos a mergulhar no mundo fenomenológico do autor enquanto rapaz… O autor é eloquente na empatia que sente pelo dilema do seu país: dividido entre a ocidentalização e a Europa, e a tradição e o Islão… Uma elegia encantadora a uma infância redimida e à própria cidade de Istambul, que vai deixar o mundo aos seus pés. A ser lida e relida, pelo puro prazer de a ler.»
                                                                                                The Observer

                                                      In https://www.wook.pt/livro/istambul-orhan-pamuk/211077

Visita da escritora Pat R


No próximo dia 15, teremos, na Biblioteca do Agrupamento de Escolas do Fundão, a escritora Pat R para turmas do ensino secundário, com a apresentação do seu último livro Os Homens Nunca Saberão Nada Disto.



“A organização da obra é explicada em detalhe durante a mesma, dando ênfase à simbologia que une as personagens ao longo do enredo: música, tempo e o Mount Shasta (imagem da capa). O livro de extras (romance gráfico) inclui dois tipos de conteúdos: recriação de elementos que são reais no universo da história e várias interpretações das 11 personagens constantes, feitas por diferentes ilustradores (23, portugueses e internacionais). Entre estes documentos, temos a árvore genealógica da família, o álbum de fotografias (com 9 fotografias recriadas da história), o LP/CD que o protagonista lança (que vem incluído no final do livro. Consegue ouvir uma das faixas entrando no meu site) e 3 quadros que a avó pinta na história. Os restantes capítulos do romance gráfico dedicam-se à reinterpretação das 11 personagens pelos diferentes artistas convidados para o projeto. Durante a apresentação, esclareço um pouco o processo criativo desses ilustradores, mostrando como os vários materiais utilizados e abordagens criativas conseguem criar interpretações quase opostas da mesma personagem. Existirá também um período de debate, durante o qual os alunos poderão fazer questões.”
                                                                                                                      Pat R




Pt R biografia

Pat R (nome artístico de Patrícia Ribeiro), nasceu a 1/09/93, é uma autora portuguesa, natural de Évora. Viveu na cidade até aos dezoito anos, tendo-se mudado depois para Lisboa, onde reside até ao momento. Tendo crescido num ambiente altamente influente a nível artístico, desde cedo desenvolveu um gosto particular pela música, cinema, fotografia e literatura. Começou a escrever muito cedo, tendo completado o primeiro trabalho mais extenso aos 12 anos. A partir de então, dedicou-se, incessantemente, à escrita de argumentos, romances, poesia e contos, durante os anos de ensino secundário e de faculdade.

Estudou Estudos Artísticos, Publicidade e Marketing e Cinema (na Escola Superior de Teatro e Cinema) e, em 2014, decidiu dedicar-se exclusivamente à escrita. 

Em 2014, publicou a sua primeira novela Inércia. Depois disto, dedicou-se a tempo inteiro à pesquisa e produção do projeto Os Homens Nunca Saberão Nada Disto, que viria a ser o seu primeiro romance. Em fevereiro de 2015, publicou O Pijama da Gata, a sua segunda novela, que já estaria escrita há alguns anos. 

Em Dezembro de 2015, publicou Os Homens Nunca Saberão Nada Disto, o primeiro resultado do investimento exclusivo na sua carreira literária. O romance tem sido apresentao pelo país, com uma receção excelente. As 68 sugestões musicais que inclui ajudam a recriar o mood da história e têm sido interpretadas como uma assinatura da autora, consideradas inovadoras no âmbito literário e um complemento interessante à leitura. 

Desde 2016, tem colaborado com diferentes ilustradores numa plataforma de contos lançada online no seu website e colaborado na escrita de guiões, workshops de escrita/ilustração, enquanto trabalha num novo projeto literário. 

De entre as variadas influências em todas as artes, destaca-se, a nível da literatura, o trabalho de Charles Bukowski, William S. Burroughs, Jack Kerouac, J.G. Ballard, Hemingway, Fitzgerald, William Blake, Émile Zola, Marguerite Duras, Hunter S. Thompson, Philip Roth, Kathy Acker, Irvine Welsh, Donna Tartt, Jonathan Franzen e Bret Easton Ellis, entre muitos outros. 


                                                                                      In http://www.thepatr.com/bio

domingo, 11 de novembro de 2018

Histórias? É connosco!










Histórias? É Connosco! também celebraram o MIBE (Mês Internacional das Bibliotecas Escolares) nas escolas de Valverde e da Fatela. Mais uma vez, a leitura do livro Há um Monstro no Teu Livro de Tom Fletcher foi muito animada e os alunos colaboraram de forma entusiasta.

E porque ler nos confere conhecimento e é este que nos dá liberdade de pensar, ser e escolher, terminámos a dançar um flashmob com um livro ao som do “I want do break free” dos Queen.

Livros novos - 1º ciclo


Boas Leituras!

terça-feira, 6 de novembro de 2018

Sessão de cinema - Descobrir Forrester


Na passada sexta-feira, dia 2/11, deu-se início às sessões de cinema deste ano, no âmbito do projeto “EnvelhoSer LivroMente”, desta vez com o filme Descobrir Forrester, de Gus Van Sant. Assistiram a esta sessão de cinema as turmas TAS 17 e TAS 18 (Técnico Auxiliar de Saúde).


Este filme do cineasta Gus Van Sant é uma extensão de "O Bom Rebelde" (1997). Uma vez mais, o realizador explora a questão da genialidade e, à semelhança do anterior, polariza os protagonistas e as suas personagens em dois estados: a iniciação e a maturidade. Neste filme, na vez do actor Robin Williams temos o experiente Sean Connery (também produtor do filme) e Matt Damon é substituído pelo estreante Robert Brown. "Descobrir Forrester" conta uma história contemporânea sobre o processo de maturação de um jovem aspirante a escritor e o desabrochar de uma amizade intergeracional entre este e um vencedor de um Pulitzer. A acção desenrola-se no Bronx, onde vive Jamal Wallace (Robert Brown), um adolescente afro-americano de 16 anos, que, para ser aceite no núcleo de amigos e na escola, veste a pele de um estudante que se destaca como jogador de basquetebol. Por constrangimento social, Jamal esconde a sua verdadeira identidade, mas ao cruzar a sua vida com William Forrester (Sean Connery), um misterioso e solitário escritor, vai descobrir um mundo novo fora do seu bairro...

                                                                         PUBLICO.PT (in https://cinecartaz.publico.pt/Filme/22143_descobrir-forrester)


Livros novos - 3º ciclo


Boas leituras!

Livros novos - 2º ciclo

Boas leituras!

Livros novos - ensino secundário

A Biblioteca do Agrupamento de Escolas do Fundão convida-te a vires conhecer os novos livros que foram adquiridos especialmente para ti!


quinta-feira, 1 de novembro de 2018

E o MIBE continua!

Esta semana foi a vez de as Histórias? É Connosco! celebrarem o MIBE (Mês Internacional das Bibliotecas Escolares) nas Escolas EB1 de Santa Teresinha e na Escola João Franco. Uma animação, entre histórias e música, numa celebração das Bibliotecas Escolares.






sábado, 20 de outubro de 2018

MIBE 2018


Este mês celebramos o Mês Internacional das Bibliotecas Escolares e iniciamos a atividade "Histórias? É Connosco!", por várias Escolas do Ensino Básico de 1º ciclo e do jardim de infância do nosso Agrupamento (Enxames, Capinha, Salgueiro, Alcaria e Pêro Viseu). 

Falamos sobre a temática proposta pela Rede de Bibliotecas Escolares - "I Biblioteca Escolar".


Visionamos um pequeno vídeo feito pela turma A do 6º ano, no qual os alunos explicam de forma muito criativa por que razão amam a Biblioteca Escolar.


Em seguida, lemos um livro de Tom Fletcher, Há um Monstro no Teu Livro, excelente para uma interação divertida com os alunos.




Por fim, porque ler é conhecer e conhecer é a fórmula para a liberdade, terminamos com um flashmob, em que cada um dançou com um livro, ao som da música “I Want to Break Free”, dos Queen.


sábado, 13 de outubro de 2018

Debate "Novos e Velhos Sentados à Mesa"

Decorreu no dia 12 de outubro, pelas 15h00, na biblioteca do Agrupamento de Escolas do Fundão, um debate entre duas gerações: jovens das turmas Técnico Auxiliar de Saúde, Técnico de Serviços Jurídicos e Apoio Psicossocial e utentes do Lar da Nossa Senhora de Fátima, de Valverde, intitulado “Novos e Velhos Sentados à Mesa”, com o objetivo de assinalar o dia do Idoso que decorreu no dia 1 de outubro e o dia da Mundial Alimentação que irá decorrer no dia 16 de outubro.

Foi organizado pelo Projeto de Promoção e Educação para a Saúde e a Biblioteca Escolar, no âmbito do projeto EnvelhoSer LivroMente, em parceria com a Unidade de Cuidados à Comunidade, Agrupamento de Centros de Saúde da Cova da Beira e Rádio Cova da Beira, com o apoio da direção do Agrupamento de Escolas do Fundão.


Contou com os moderadores Ana Gil e Pedro Silveira, que conduziram de uma forma muito interessante e enriquecedora esta conversa.

Foi abordado o tema da alimentação, sempre na perspetiva antiga e atual, com questões sobre a proveniência dos alimentos, tipo e variedade de alimentos, pratos típicos, as refeições, modo de confeção e conservação dos alimentos, entre muitas outras.


Foi um debate muito agradável, onde os mais velhos tiveram um papel preponderante e ativo, intervindo e ensinando aos mais jovens “coisas dos seus tempos”, numa conversa que foi fluindo, já que “as conversas são como as cerejas” e que fez as delícias de todos quantos assistiram.

O debate terminou com um lanche surpresa para todos, onde se destacaram duas mesas: uma com os alimentos atuais e outra com os alimentos de antigamente. Foi um momento igualmente agradável de convívio entre as duas gerações.





Contou-se com a colaboração de dois alunos do 10º CT que estão no projeto LUZLINAR e que fizeram a cobertura fotográfica e filmaram a sessão para posterior edição.