terça-feira, 16 de janeiro de 2018

CONFERÊNCIA "SAÚDE MENTAL, NOVO PARADIGMA"


No dia 12 de janeiro, pelas 14h e 30 minutos teve início uma conferência intitulada “Saúde Mental, Novo Paradigma”, na biblioteca da Escola Secundária, cujo público-alvo foram os alunos das turmas CAV, TAS e APS.



A sessão de abertura contou com a presença da presidente da CAP, Ana Raposo; o coordenador interconcelhio das Bibliotecas Escolares, Pedro Rafael; a coordenadora das Bibliotecas do Agrupamento, Margarida Ferreira e a coordenadora do Projeto de Educação para a Saúde, Alda Fidalgo, que destacaram a importância destes projetos, nomeadamente o projeto “EnvelhoSer LivroMente” e o papel fulcral que as bibliotecas podem ter na sua execução.
Duas alunas do 5.ºA leram exemplarmente bem dois poemas relacionados com a temática da conferência.


Seguidamente, deu-se início às palestras, com a médica do CHCB, Adriana Formiga, que nos veio falar sobre a “Saúde Mental na Infância”, salientando que, para que esta aconteça, a criança deve estar em equilíbrio consigo mesma e com o ambiente que a rodeia. Ter amor, ser encorajada, interagir com os pares, ter disciplina, regras e limites, ter autoconfiança e autoestima. Só assim pode ter uma vida mais ativa, aprender melhor e ter menos comportamentos de risco. Se a criança tiver uma doença mental, que pode advir de stresse tóxico, maus tratos, agressividade, pobreza, castigos e superproteção, não se pode desvalorizar, há que tratá-la e possibilitar-lhe uma vida minimamente estável.



No momento subsequente, Helena Quaresma, professora na Escola Superior de Enfermagem de Castelo Branco, trouxe-nos o tema “Saúde Mental em Idade Escolar”, começando por questionar o que é ser adolescente, como viver essa fase da vida em plenitude para que se possa ser um adulto saudável. O adolescente, normalmente muito egocêntrico, deverá construir a sua identidade de forma a tornar-se independente, ter opinião, definir-se na forma de vestir, no tipo de música que gosta, na escolha dos amigos, escolher um projeto de vida, uma profissão, ter expectativas razoáveis e objetivas, tendo a família um papel fulcral neste processo. O adolescente está deprimido quando se isola socialmente, está constantemente triste, vive numa ansiedade e angústia permanentes, possui uma baixa autoestima, é invadido por sentimentos de culpa, de inutilidade e desvalorização, fica facilmente instável, começa a ter transtornos alimentares, diminui o rendimento escolar, entre outros. Muitas vezes, estas depressões resultam de um desenvolvimento pouco equilibrado, cujos comportamentos de risco – violência, consumo de álcool, consumo de drogas ilegais, condução perigosa, dependências sem substâncias – são grandes responsáveis pela instabilidade e problemas de saúde mental, que podem influenciar para toda a vida.

A conferência terminou com a palestra do enfermeiro especializado em ESMP da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, Emanuel Pereira, subordinada ao tema “Saúde Mental do Adulto ao Idoso”. Ficamos a perceber que, também na fase adulta, momento em que o cérebro sofre um processo de atualização e se encontra numa etapa de maior energia e de grande capacidade de desempenho, pode haver acontecimentos marcantes geradores de instabilidade, como o divórcio, conflitos e tensões na maternidade/paternidade, vulnerabilidade, insegurança e sentimento de inutilidade face ao desemprego ou a condições profissionais precárias e a crise da meia-idade. Todos estes fatores podem gerar ansiedade, sentimentos de fracasso e sérias consequências ao nível da autoestima.
Referiu ainda que o envelhecimento traz alterações a nível psicológico (memória), físico e patológico. Há, porém, aspetos positivos, que podem favorecer um envelhecimento saudável, como o facto de ser uma fase de fortalecimento de relações e do autoconhecimento. Para envelhecer saudavelmente há que continuar a estimular a memória, fazer uma alimentação equilibrada, exercício físico e mental.



A conferência foi moderada pela enfermeira da UCC do Fundão, Filomena Correia. Os alunos revelaram-se muito interessados, colocando várias questões, que foram sendo esclarecidas.






1 comentário: